Tel: (21) 2557-3542     |     Webmail     |     Webmail Pastores

You Tube

Assine nossa newsletter

Últimas notícias

Vídeo em destaque

"Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos" (Sl 116:15).

Neste tempo de saudades pela passagem no dia de ontem do Rev. Luiz Machado Morais, aos 90 anos de idade, trazemos à memória o testemunho de vida desse servo de Deus que combateu o bom combate, completou a carreira e guardou a fé.

Nascido no Espírito Santo, casou-se com Norma Araújo Morais, amada esposa com quem teve as filhas Gláucia (esposa do Bispo Lockmann), Cláudia e Vanda. Constituiu uma família abençoada e caracterizou-se pela hospitalidade, pelo bom ânimo e pela alegria de um homem de fé.

Recebeu a sua primeira nomeação pastoral em 1951, tendo servido ao Senhor como pastor nas seguintes igrejas: Teresópolis, Nova Friburgo,
Andorinhas, Manhuaçu, Presidente Soares, Cabo Frio, Baía Formosa, Manguinhos, Armação de Búzios, Retiro, Gramacho, Fonte Carioca, Nilópolis, Paulo de Tarso, Éden, Muriqui, Itaguaí, Cosmos, Guadalupe, Deodoro, Barra Mansa, Irajá, São João de Meriti, Vila Kenedy, Penha, Wesley, Tingui, Senador Camará, Rio da Prata, Campo Grande, Duque de Caxias e Petrópolis, sempre sendo respeitado como servo fiel.

Dentre diversas atribuições, atuou como Superintendente Distrital, Superintendente do Instituto Metodista Ana Gonzaga, Secretário Regional de Ação Social e Tesoureiro Regional. Ele era graduado em Contabilidade.

Pelo legado que nos deixa esse servo de Deus, com a sua história de vida familiar, profissional e ministerial, agradecemos ao Senhor pelo presente que foi o Rev. Luiz para a sua geração, servindo com dedicação na nossa amada Igreja Metodista.

Num misto de saudade e gratidão por parte de todos/as aqueles/as que o conheceram e com ele conviveram, solidarizamo-nos reverentemente e oramos pelo consolo do Espírito Santo a toda a família e glorificamos a Deus pela vida desse nosso amado irmão, confiados na graça de Cristo, que disse: "eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá".

 

Em nome do corpo pastoral da 1ª Região Eclesiástica.

 

Do seu Bispo e servo Paulo Rangel.

tr?id=228531294253728&ev=PageView&noscript=1