Tel: (21) 2557-3542     |     Webmail     |     Webmail Pastores

You Tube

Assine nossa newsletter

Últimas notícias

Vídeo em destaque

1ªRE no 2º escrutínio da escolha de nomes que irão para o próximo Concílio Geral, em julho de 2016

 

O tempo chuvoso não impediu que os delegados ao Concílio Regional estivessem em peso no plenário,  logo no primeiro horário de hoje, às 7 horas, para a indicação de nomes ao episcopado. Entre os 37 candidatos da Primeira Região serão eleitos apenas três para o Concílio Geral, em julho de 2016.  Até o fechamento desta matéria (no segundo escrutínio),  os três nomes mais votados eram Paulo Rangel, Ronan Boechat e Giselma Matos. 

As eleições que ocorreriam a princípio  eletronicamente acabaram ocorrendo por meio da cédula de papel devido à quantidade de votantes e às inúmeras tentativas frustradas. De acordo com os Cânones, para que a votação seja representativa e para que o candidato seja eleito, precisa ter maioria absoluta, ou seja 50%  mais um do roll votante.

Na introdução dos trabalhos desta sexta-feira (dia 20), o bispo Paulo Lockmann fez a leitura do Artigo 127 dos Cânones, que ordena o processo de eleições episcopais. Em resposta a algumas intervenções de delegados no dia anterior, a respeito da importância de candidados ao episcopado comprovarem idoneidade e “ficha-limpa”, o bispo ressaltou que as colocações  da forma que foram apresentadas deram  a impressão de que há uma suspeita generalizada sobre a prática pastoral. Segundo ele,  isso não é uma realidade e não corresponde à vida da maior parte do corpo pastoral.

O presidente do Concílio  esclareceu  ainda sobre aos critérios e o processo que envolve as eleições episcopais.  “Privacidade é um direito constitucional do cidadão. Só se invade a privacidade por ordem judicial.  Os cânones é muito claro. O órgão que tem poderes para pegar a lista de nomes que irá  ao concílio geral e estabelecer alguns critérios sobre cada candidato, canonicamente,  é exclusivamente a Cogeam. Basta ler o capítulo que legisla sobre todo o processo”, disse.

A previsão é que a Cogeam receba mais de 30 nomes para encaminhamento ao  Geral.

 

tr?id=228531294253728&ev=PageView&noscript=1