Tel: (21) 2557-3542     |     Webmail     |     Webmail Pastores

You Tube

Assine nossa newsletter

Últimas notícias

Vídeo em destaque

 

No último sábado (11), a Federação Metodista de Mulheres promoveu o 15º Encontro Regional da Mulher Metodista, na Igreja Metodista em Rio da Prata, distrito de Bangu. Sob o tema “Mulheres marcadas por Deus produzem frutos de santificação”, o evento contou com cerca de 800 participantes de todos os distritos da Primeira Região Eclesiástica.

Estiveram presentes lideranças locais, distritais e regionais, entre elas o bispo Paulo Lockmann, a bispa Marisa de Freitas, da Região Missionária do Nordeste (Remne), a pastora assessora Giselma Matos, além de vários pastores e pastoras da 1ªRE.

A programação contou com reflexões, dinâmicas e palestras, além de muito louvor e adoração, que contribuirão para que o corpo feminino da Igreja Metodista possa fortalecer sua caminhada missionária. Na parte da manhã, foram homenageadas as mulheres que já foram presidentes da mesa da Federação. As sociedades centenárias do Catete (131 anos), Jardim Botânico (101 anos), Vila Isabel (114 anos), Gamboa (110 anos) e Realengo (100 anos) também receberam honrarias; assim como as sociedades mais novas: Padre Miguel (1 ano) e Morro Alegre (1 mês).

Em seguida, foi apresentado um vídeo comemorativo pelos 15 anos de encontros regionais e houve a entrega de lembranças aos pastores e pastoras que acompanham ou prestam assessoria ao trabalho das mulheres. Foi anunciado também, o retorno do devocional semanal, “Quarta-feira com propósito”, sob a responsabilidade da irmã Célia Maria da Silva.

A mensagem bíblica da manhã foi compartilhada pela bispa Marisa de Freitas, da Região Missionária do Nordeste (Remne), com base em Mateus 7:20. Em sua fala, ela destacou a importância de reconhecermos nossa condição de “vasos de barro” usados pelo Senhor, sujeitos às mesmas provações e problemas de todas as pessoas. “O reflexo de uma vida santificada é conhecer as escrituras para mudar a mente e não discriminar quem quer que seja cumprindo o chamado de Jesus”, disse.

Após o almoço, as mulheres assistiram a uma apresentação em forma de protesto, mostrando não apenas o lado alegre das Olimpíadas 2016. Em contraste com a animação e toda emoção dos jogos olímpicos, houve a representação do que tem sido presenciado na cidade do Rio de Janeiro, sede do evento esportivo, como violência, tráfico de drogas, estupros e assassinatos. A manifestação cobrou um posicionamento das mulheres metodistas com orações e atitudes que colaborem para a mudança dessa realidade.

O encerramento do encontro foi marcado pela palavra abençoadora do bispo Paulo Lockmann, que com base no tema proposto falou sobre o comportamento cristão e as atitudes quando passamos por desafios e dificuldades. Para isso, logo na abertura da mensagem, ele usou o exemplo de Marta, antes da ressurreição de seu irmão Lázaro. “A vitória já foi dada na Cruz, temos que crer, Deus espera de nós, que tenhamos fé”, ressaltou.

tr?id=228531294253728&ev=PageView&noscript=1