Tel: (21) 2557-3542     |     Webmail     |     Webmail Pastores

You Tube

O NATAL DE JESUS - A NOVA ORDEM DO REINO DE DEUS (Caio Fábio) 

Os textos chamados natalinos são todos de natureza revolucionária e marginal. As histórias, como tudo em Jesus, vai na contramão do mundo que insiste em viver longe do evangelho. Em Jesus o último será o primeiro, o maior é o que serve aos demais...

Vejamos:

José é maior que o machismo, e aceita sua mulher, sem poder explicar para ninguém a gravidez dela (isso se alguém tivesse descoberto), mas apenas aceita o testemunho de um anjo, e, ainda pior: num sonho. José torna-se marginal. Deflagra as chamas da revolução da dignidade.

Os magos do oriente chegam conforme a Ordem de Melquizedeque, pois, sem terem nada a ver com a genealogia de Abraão, seguem uma estrela que anda no interior deles, e, caminhando nessa simplicidade discernem aquilo que os teólogos de Jerusalém só sabiam como “estudo bíblico”. Os que tinham a Escritura (os escribas), não tinham a Revelação. E quem nada sabia da Escritura tinha sabido o necessário acerca do Verbo pela via da Revelação. Uns sabiam o endereço: “Em Belém da Judéia...”, mas não tinham a disposição de sair do lugar... amarrados que estavam à idéia de que conhecer o texto leva alguém a qualquer lugar. Já os que perguntavam (os magos), estavam no caminho... seguiam... e são eles os que chegam onde Jesus estava. Eles dão testemunho do potencial revolucionário do Evangelho para qualquer alma da Terra. Esta é a revolução supra religiosa, conforme a Ordem de Melquizedeque.

A velha Isabel dá a luz um filho. Seu velho marido não pode nem contar a história, pois fica mudo. É a revolução dos estéreis e mudos.

O rei dos judeus não tem onde nascer! Esta é a subversão dos poderes!

Pastores distraídos são visitados por miríades de anjos—e eles representam os homens de boa vontade. É a marginalidade da Glória!

Nenhum dos sábios de Jerusalém discernem o Príncipe Eterno quando seus pais o levam ao templo para a circuncisão, mas apenas uma profetiza velha e um ancião sem significado religioso. A revelação não sabe os nomes dos sacerdotes!

Ou seja: a começar da Encarnação como Natal (nascimento), o Evangelho é para aqueles que não se esperava que fossem discerni-lo.

A Revelação é quase sempre marginal!

Os grandes atos de Deus não acontecem em Palácios, mas em choupanas e estrebarias. E a voz mais veemente do natal é a voz da virgem, da Maria simples, e que troveja a justiça de Deus sobre as nações. Ela é quem anuncia a grande subversão divina. E faz isto como um Cântico.

Dedico este texto a todos os que hoje se sentem afastados da religião, e que ainda carregam a culpa de assim estarem afastados.

Deus não é oficial. A vida não é oficial. O amor não é oficial. A Graça de Deus é sempre subversão e marginalidade. Na oficialidade são feitos os julgamentos. Na marginalidade explode a vida.

Abra seu coração e siga o Guia, conforme os magos. Seja generoso como José. Corajoso como Maria. Fértil como a estéril Isabel. Convicto como o mudo Zacarias. Alegre como aqueles que são acordados nos campos pela voz de anjos. Capaz de antever a salvação como esperança mesmo que você seja velho como Simeão e idoso como Ana.

Nas narrativas do Natal nas Escrituras não são as pessoas que vão a Deus, mas Deus que vai às pessoas.

O Natal acontece como afirmação de que em Jesus, Deus se reconciliou com os homens. Assim, não se sinta excluído, pois, eu sei, nestes dias, Deus enviará corais de vozes interiores, e nos ajudará a discernir o caminho interior da estrela, e nos fará contentes com a Graça de Hoje, e que será a esperança de amanhã, para nós e para todos os humanos.

No Natal Jesus é a alegria dos homens!

Nele,

Caio Fábio

 

DESTAQUES

Educação Cristã

Federação de muheres homenageia pastores/as aposentados/as

Federação de muheres homenageia pastores/as aposen…

  A Federação Metodista de Mulheres da Primeira Região homenageou mais uma vez pastores e pastoras que dedicaram boa parte de suas vidas ao cuidado de suas ovelhas no ministério pastoral. O culto de gratidão a Deus aconteceu no dia 13 d...

Concílios

Homenagem ao bispo Paulo Lockmann marca o culto de abertura do Concílio

Homenagem ao bispo Paulo Lockmann marca …

  Na manhã do último sábado, 17, a Primeira Região fez uma linda homenagem ao bispo Paulo Lockmann no culto de abertura do Concílio Regional Extraordinário. Presidindo a Primeira Região Eclesiástica da Igreja Metodi...

Nossa Gente

Evangelismo sobre duas rodas lembrou Reforma

Evangelismo sobre duas rodas lembrou Reforma

  No mês passado, quando comemoramos mais um aniversário da Reforma Protestante, o irmão João Evangelista, conhecido pelo apelido de João Evangebike por levar mensagens bíblicas a reboque de uma bicicleta pelas ruas do Rio de Janei...

Ação Social

Crise no sistema carcerário será tema de palestra da UNIVERITAS

Crise no sistema carcerário será tema de palestra …

A UNIVERITAS promove uma palestra sobre um dos assuntos mais discutidos atualmente: a crise carcerária no país. O debate será no auditório Tucker, que se localiza no térreo da universidade, no dia 17 de fevereiro, às 18h30. Reunindo espec...

Expansão Missionária

Inscrições abertas para o Programa Amigos da Missão Global

Inscrições abertas para o Programa Amigos da Missã…

O formulário de inscrição para Global Mission Fellows (Amigos da Missão Global) estará disponível online. A Junta Geral de Ministérios Globais da Igreja Metodista Unida (General Board of Global Ministries | The United Methodist...

Fé e Nexo

Os Evangélicos e os 127 anos da República Brasileira

Os Evangélicos e os 127 anos da República Brasilei…

por Lyndon Araújo Santos   Passados mais de um século da Proclamação da República, a sociedade brasileira pergunta se os seus ideais e os seus propósitos foram e têm sido realizados. A saber: 1.   A igualdade de ...

tr?id=228531294253728&ev=PageView&noscript=1