Tel: (21) 2557-3542     |     Webmail     |     Webmail Pastores

You Tube

No sábado pela manhã foram apresentados os  relatórios de outras áreas de atuação da igreja Metodista, entre eles o do Ministério Regional de Ação Administrativa (Maad). Diante da não aprovação inicial do orçamento exposto pelo Maad, em função da manifestação do desejo de ter um orçamento próprio, foi criado um grupo de trabalho para elaborar uma proposta orçamentária específica para a Sétima Região até o final da tarde. O relatório da tesouraria apresentado por Lydia Faleiro Monteiro no plenário foi aprovado.

Entre os membros do grupo responsável pela elaboração da pauta orçamentária da 7ªRE, está o pastor Ewander  Macedo Ferreira, que apresentou algumas propostas ao plenário, entre elas, uma que ressalta a necessidade de um investimento na capacitação de gestão financeira dos pastores. “A igreja exige do pastor uma competência administrativa que não oferece na formação dele”. O pastor sugeriu também a profissionalização dos tesoureiros. “Temos problemas relacionados a uma igreja que cresceu e devemos ter projetos que não engessem seu crescimento”.

Após as sugestões apresentadas para uma melhor gestão financeira das igrejas , o bispo Paulo Lockmann ressaltou a importância do tema discutido. “O que vemos aqui não acontece na maioria das igrejas evangélicas, no que tange às discussões envolvendo assuntos administrativos e financeiros. A Igreja Metodista preza pela transparência. Aqui, o pastor não é dono da igreja. Prestamos contas”. 

 

tr?id=228531294253728&ev=PageView&noscript=1